Um ano para ser esquecido


E ai galera rubro negra mais bem vestida do futebol mundial e aniquiladora de sonhos dos descamisados sem títulos e sem passaporte.

Apesar de saber que infelizmente temos em nossa história alguns anos a serem esquecidos, e por isso o título do post parece ser repetitivo, nos vemos obrigado a mais uma vez repensar-mo a administração rubro negra.

De cara já digo que não sou contra Patricia Amorim. Não podemos pegar erros de um século e simplesmente imputar à Patrici Amorim, com certeza ela tem sua parcela de culpa, mas garanto que bem menor que muita gente. É impossível em apenas um ano querer mudar uma estrutura que já perdura por 100 anos.

Mas esse ano tivemos um problema atípico. Jamais em nossa gloriosa e vencedora história tivemos tanto contato com as paginas policiais. E isso ninguém pode falar que é culpa de fulano ou sicrano(acreditem é com R mesmo), coisa que ninguém pode administrar. E foi ai que nosso ano foi para o beleléu. É impossível administrar um clube com tantos problemas extra campo, só os problemas dentro de campo já é um trabalho hércules.

A atual diretoria também teve erros, não estou aqui para ser advogado de ninguém, só quero que cada um pague aquilo que lhe é de direito, inclusive a nossa tão imponente torcida, a magnética esse ano não fez sua parte como deveria. Tudo bem que também não tínhamos motivação alguma, mas somos Flamengo, e não uma torcida modinha qualquer. O público contra o Guarani deveria ser usado como exemplo para uma torcida sem expressão, coisa de time pequeno. Isso não por que ela não fez a sua parte, mas sim por que somente nesse jogo ela deu as caras e empurrou o time como é de sua caracteristica.

Ainda temos dois jogos, e difíceis. Contra a raposa temos que lotar o pequeno estádio da Cidadania, empurrar o time até o fim sem se preocupar quem vai ser o beneficiado, os tricoletes merecem ser campeões este ano, assim como nós merecemos ano passado, pelo menos é bom para o futebol do Rio. São dois pontos importantes que temos que conquistar, talvez com um ponto já basta, mas é bom não precisar decidir nada contra o Santos, ninguém sabe oque se passa na cabeça de moleque.

1 comentários:

  CorVo

23 de novembro de 2010 16:44

E aê Cléber, blz?
Rubro Negro tem que se acostumar a andar em montanha russa, do céu ao inferno em pouco tempo! Concordo com vc que a culpa não é só da Patricia. Acho que nem deve passar na cabeça dos jogadores rivalidade agora, primeiro pela nossa situação ainda perigosa e segundo porque nem adianta fazer nada! O título só sai das laranjeiras esse ano se eles não quiserem! rs.. e por incrivel que pareça, acredito que seja uma das opções "menos pior", já que não gostaria de ver o Corinthians ganhando, muito menos o Cruzeiro!
SRN!!!