Uma vez Flamengo, Flamengo ETERNAMENTE!

LUTO, sentimento de pesar ou dor pela morte de alguém.

Muitos torcedores compartilharam esse sentimento após a saída do dirigente Zico do Flamengo. Tentei entender nesse contexto, qual seria metaforicamente a morte em questão: A do Flamengo, a do sentimento pelo clube, a perda de Zico como dirigente? No meu caso, a única mudança foi o aumento da minha revolta com a politicagem, a desorganização, com os aproveitadores de uma paixão chamada Flamengo em prol de benefícios a si próprios. Não estou de luto, pois meu sentimento pelo Flamengo, assim como diz nosso hino, é eterno e maior que tudo. Zico jogador continua ídolo e nada vai mudar isso, e a instituição Flamengo nunca morrerá. As vezes, jogadores pecam em suas declarações. Não tinha gostado de quando o dirigente Zico declarou que o titulo de 2009 foi prejudicial ao Flamengo. Completamente sem lógica, o titulo só veio comprovar a força da Nação Rubro Negra, que apesar de todos os problemas internos políticos e de infra estrutura, conquistamos o campeonato mais difícil do mundo. Agora outra infeliz declaração, de que o Flamengo de hoje morreu para ele. Não existe Flamengo de hoje ou Flamengo de ontem, o Flamengo é o mesmo, o que muda são as pessoas que comandam. Aliás, mudam apenas o nome, porque a incompetência, canalhice, os roubos, a imoralidade permanece. O Flamengo é uma marca mundialmente conhecida, uma verdadeira fábrica de fazer dinheiro, destino perfeito para oportunistas gananciosos em busca de vida fácil. É inaceitável o fato do Flamengo não ter uma estrutura adequada, e dever milhões. Em 2009, mesmo conquistando o titulo, ficamos apenas em quinto na lista de times que mais arrecadaram. Para onde está indo realmente nossa arrecadação? Diante todo esse cenário caótico que vem se arrastando por décadas, no inicio desse ano a vereadora e ex-nadadora Patrícia Amorim foi eleita para comandar o Flamengo. Além da falta de experiência no comando do futebol, outro fator agravante: misturar política interna do clube com externa. A podridão é tamanha que fica insuportável! Jogou o departamento de futebol na mão de um ídolo. Na época, existia especulações em torno de Zico ser até técnico, coisa qual já não me agradava pelo fato de resultados não virem e acabar ficando um clima ruim entre nação e ídolo. Como dirigente eu achava mais difícil tal desconforto acontecer, mas é o que se realizou. Apesar de nem todos admitirem, alguns erros foram cometidos por ele. A demora na demissão de Rogério Lourenço, a própria contratação do Silas, demora e erro em contratação de reforços. Muitos aceitam a desculpa de que era uma nova política diferente da imediatista e extravagante de outrora. Mas não foi isso que aconteceu, deixaram de contratar jogadores com potencial em alta alegando altos salários, mas quando faltava um dia para a janela de transferência se fechar, contrataram no desespero e pagando esse mesmo alto salário em jogadores que no mínimo vieram fora de forma e de ritmo, tendo que se adaptar no percurso de um campeonato altamente competitivo. Assim, os resultados não vieram e a pressão em cima do Zico aumentou. Pressão injusta, covarde e fantasiosa feita por uma escória que vive encostada no Flamengo. O Zico dirigente é humano, tem o direito de errar. Zico então abdicou do cargo. Acho que ele não devia ter saído, uma vez que ele tem a consciência tranqüila. Quando ele assumiu sabia que a tarefa não era fácil, ele mais do que ninguém conhece como a política no Flamengo e podre.
Acima de Ziquista, sou Rubro Negro! Tenho ele como ídolo eterno! A decepção com fato é grande, mas não perderei meu amor ao Flamengo. Zico, junto com a geração 80 são responsáveis pelas maiores conquistas do clube, mas torcer não é só nas vitórias, é principalmente apoio nas dificuldades, e o Flamengo precisa mais do que nunca do apoio de quem tem verdadeiramente o Flamengo acima de tudo!!!
Nessa história toda como sempre, quem sai perdendo somos nós torcedores do Flamengo. Além do time em campo não corresponder temos toda essa crise desmoronando sobre nossas cabeças. Todo protesto é valido pra tirar aquela corja que comanda o clube há décadas.

1 comentários:

  Mel

3 de outubro de 2010 12:18

O Flamengo não merece os dirigentes que tem. É grande demais para estar onde está, lutando para não cair. Agora, está nas mãos da nação... Só com muita insistencia e amor ao Flamengo conseguiremos expulsar aquela corja de lá.
Não torço para quem está lá dentro, torço para o Mengão, por isso, jamais abandonarei o CRF ou deixarei de vestir o Manto com orgulho...
Também não entendi o sentido do sentimento de luto, porque meu amor pelo Fla não morre, nem minha admiração pelo Zico. Mas é estranho explicar, porque é um sentimento muito parecido...

Um abraço! SRN