Tô Me Lixando pro Bruno!

Demorei a falar desse caso, primeiro devido a minha falta de tempo ultimamente e segundo para ver o desenrolar dos fatos.

Certa vez, em um comentário em algum blog que não me lembro, disse que para o Bruno virar ídolo, só faltava carater. Por isso Bruno não é ídolo. Quando Bruno chegou no Flamengo, eu ainda não tinha blog, mas participava de algumas comunidades do Flamengo, onde eu fui extremamente contra. Como eu moro em Minas, já "conhecia" ele desde que surgiu no Atlético MG. Sabe quando não se vai com a cara desde a primeira vez que se olha uma pessoa? Foi assim, e cada vez mais se confirmava com as atitudes dele. O Bruno só foi para o Flamengo devido ao fato de ele chegar atrasado no treino do corinthians, quando ele era comandado pelo Leão. No Flamengo juntou a minha antipatia dele com minha preferência pelo Diego, revelado no clube e com excelentes atuações, mesmo não sendo unanimidade. Mas com o tempo Bruno ganhou a posição, Diego foi embora e fui obrigado a acostumar com a idéia, afinal de contas dentro de campo ele fazia sua parte(frangos à parte, coisa normal na vida de um goleiro). Quando tudo parecia indo bem, teve um jogo no Brasileiro, que eu não me lembro direito contra quem, que mesmo perdendo o Bruno insistia em fazer hora na reposição da bola, só porque etava sendo vaiado. A partir daí minha antipatia só aumentou. Mostra um total despreparo psicologico dele. Em outra ocasião ele fez uma promessa que só cortaria o cabelo quando o Flamengo fosse campeão brasileiro, antes que isso se realizasse ele cortou, demonstrando que não tem palavra. No caso Adriano, deu uma declaração desastrosa a favor da violência contra mulher, e depois de levar uma dura pediu desculpa. Ainda teve um briga com o Pet e pra terminar a famosa "Tô me lixando pra torcida". Tudo isso é pequeno perto do que ele fez, mas já demonstrava déficit de carater. Muitos em defesa podem alegar que ele foi abandonado, não teve pai nem mãe durante sua infância, mas conheço pessoas que também tiveram dificuldades maiores que a dele, e que não tiveram a oportunidade como a dele, de jogar no clube mais popular do mundo e ainda recebendo pra isso, e que nem por isso entrou em um caminho errado. O cara tinha tudo e simplismente jogou no lixo. A crueldade de como as coisas aconteceram é indignante. Matar, esquartejar e jogar os pedaços para cachorros. Problema resolvido, ele tem poder! Bruno não é o único, todos envolvidos e casos semelhantes em todo o brasil, me fazem questionar se o ser humano realmente é um animal RACIONAL? Sem contar a imagem do Flamengo, eu já ouvi na rua: Time de assassino! Flamengo só tem Marginal! Lógico que vem de pessoas que não sabem separar as coisas, mas pessoas assim são maioria no Brasil. Agências de todo o Mundo estão noticiando esse caso, isso depois do ocorrido com Adriano. É triste também ver Flamenguistas que ainda defendem ou não se posicionam em relação ao caso. O Flamengo demorou demais para rescindir o contrato dele. E falar de justiça nesses casos é complicado, pois qualquer que seja a sentença final, não vai equivaler a vida perdida. Sobre o Bruno, EU TÕ ME LIXANDO PRA ESSE MARGINAL!

5 comentários:

  mulherices

9 de julho de 2010 01:46

Acho que a torcida do Flamengo não tem, de forma nenhuma, que se sentir humilhada por causa do ato idiota desse cara. Deve, antes disso, lembrar dos exemplos de ídolos verdadeiros como Zico, Júnior, Rondinelli e tantos outros, que honraram a camisa e nunca apareceram nas páginas policiais.

  Cleber Soares

9 de julho de 2010 08:07

E ai corvo, blz.
eu ainda estou perplexo, é dificil de acreditar que um cara que tinha tudo possa jogar sua vida no lixo assim, mas apesar da minha perplexidade, como já escrevi outras vezes, espera que a justiça seja feita.
E vc tem razão, oque a gente anda ouvindo da arcoirizada mal festida e sem titulos é duro, mas o pior é que é verdade.

  Lucas Caldeira

9 de julho de 2010 13:05

É dificil... o cara acabou com sua vida, ele estava para assinar um contrato com o Milan...é a vida dele acabou!Infelizmente...

Saudações!

Abraços,
Lucas Caldeira

  Mel

10 de julho de 2010 00:22

O cara jogou a vida dele no lixo...
Se eu não me engano foi em um jogo contra o Atletico MG, lembro que criticaram muito ele.
Bruno sempre teve seus altos e baixos no clube, mas sempre se mostrou indiferente...

SRN!

  Jefferson freire

12 de julho de 2010 14:38

O jogo que vc mencionou foi contra o cruzeiro no Maracanã. Eu preferia o Bruno ao Diego que era mais irregular que o Bruno.
Eu não defendo o Bruno, muito menos o condeno de nada. Temos que lembrar que nada foi provado contra ele. Todos têm direito a um julgamento e a apresentar defesa. Só que a mídia e a polícia, assim como no caso Nardoni, manipulam as notícias para formar uma condenação popular. O que já acontece, pois mesmo sem o corpo e mesmo sem saber o que aconteceu, o Bruno já está condenado à prisão perpétua.

Apesar do comportamento inadequado, Bruno foi muito importante em diversas conquistas do Flamengo. Se errou, vai pagar de acordo com a legislação brasileira. Eu me posiciono a favor da investigação, a favor da verdade e da justiça. Posicionamento nem sempre significa condenar ou absolver. Eu me posiciono para que a verdade seja descoberta.

Só não aceito a pré-condenação, não aceito uma pessoa não ter direito de se defender e já entrar no tribunal condenado. Se quiser, leia meu post no www.impasselivre.blogspot.com

SRN
www.saudacoesrubronegras.com.br