Flamengo 3 X 1 Caracas

Realmente valeu a pena eu faltar de aula na minha faculdade para ver o jogo. Afinal de contas tinha que acompanhar o Mengão na tão cobiçada Libertadores. O jogo começou meio chato, com muitos chutões pro alto e um dominio de bola prejudicado devido as péssimas condições do gramado. Aos poucos o Flamengo foi entrando no jogo e envolvendo o time venezuelano em trocas de passe rapidos. Em uma delas quase sai o gol, com Vinicius Pacheco que se enrolou com a Bola. Logo em seguida, depois da bola desviada em um cruzamento de Leo Moura, Pet pega a bola de primeira, mas é desviada com a mão do jogador Romero do Caracas. Penalti que Vagner Love converteu fazendo o primeiro do Mengão. Mas o time venezuelano não se abateu e começou a pressionar o Flamengo. Já no segundo tempo, Gomez em bela cobrança de falta fez tremer o travessão de Bruno. Nessa foi só rezar e pedir pra não entrar!!! Pouco depois, Toró que ja tinha cartão amarelo (Bobo por sinal) obstruiu a passagem de Alejandro Cichero ao lado da area e tomou cartão vermelho, fazendo mais uma vez o sofrimento da Nação. Andrade recompos a defesa tirando Pet e colocando Angelim. A pressão aumentou e o gol do Caracas saiu em uma falha de Alvaro, que deixou o jogador Castellin girar em cima dele e bater pro gol. Nessa hora já estava achando um Lucro enorme o empate, mas sempre confiando num milagre. Depois de uma parada para o atendimento do bandeirinha, atingido por algo jogado pela torcida, o Flamengo demonstrou a frieza tipica de futuros campeões. Em um contrataque, depois do passe de Vagner Love, Kleberson acertou o travessão. Não deu tempo nem do time venezuelano respirar, em seguida Kleberson retribui o passe para Vagner Love, que com calma tira o goleiro da jogada e marca o segundo dele no jogo. Depois do gol, o Caracas ainda ofereceu perigo, mas Bruno salvou. Nos acréscimos, Rodrigo Alvim(meu xará), segurou a bola, avançou pela direita e bateu na saída do goleiro. Era o gol da certeza da vitória!!! Flamengo 3 X 1 Caracas. Mais um jogo heróico, com um a menos e fora de casa, mostramos a superioridade e Força da camisa rubro negra. É assim que a nação quer ver o Flamengo! Quanto mais dificil, mais valoroso se torna um titulo! E a Libertadores começou assim pro Flamengo, tendo que jogar dois jogos com menos um jogador. O jogo hoje foi bem mais dificil que o primeiro contra o Universidade Católica do Chile. O Caracas se mostrou bem superior que o time Chileno! Aliás, pelo futebol que a Venezuela apresenta nas eliminatórias, não sei porque o técnico venezuelano não convoca o time inteiro do Caracas! rs
A critica de hoje fica para o Toró, não pela segunda falta, que não tinha como ser evitada, mas pela primeira completamente sem necessidade. Já o Destaque fica para o Vagner Love, que mostra como tem que ser um jogador pra jogar no Flamengo. Tem que no minimo demonstrar vontade. Agora o mengão tem o classico contra o Vasco, Domingo, pela Taça Rio e quarta feira que vem, mais um jogo pela Libertadores, contra o Universidade do Chile fora de casa, um jogo que se o Flamengo ganhar ele da um grande passo pra classificação!


CARACAS (VEN) 1 X 3 FLAMENGO

Estádio: Olímpico, Caracas (VEN)

Data/hora: 10/3/2010 - 22h10

Árbitro: Wilmar Roldán (COL)

Auxiliares: Eduardo Díaz e Rafael Díaz (COL)

Cartões Amarelos: Valoyes, Romero (CAR), Toró, Bruno (FLA)Cartões Vermelhos: Toró, 8'/2ºT (FLA)

GOLS : Vagner Love, 35'/2ºT (0-1); Castellín, 19'/2ºT (1-1); Vagner Love, 29/2ºT (1-2); Rodrigo Alvim, 47/2ºT (3-1)

CARACAS: Vega, Romero (Prieto, 10'/2ºT), Bustamante, Alejandro Cichero, Gabriel Cichero; Lucena, Jiménez, Gómez (Gonzales, 34'/2ºT), Guerra; Castellín (Aristeguieta, 32'/2ºT) e Valoyes. Técnico: Noel Sanvicente.

FLAMENGO: Bruno, Léo Moura, Álvaro, Fabrício e Juan; Toró, Fernando (Rodrigo Alvim, 9'/2ºT), Kleberson e Petkovic (Ronaldo Angelim, 14'/2ºT); Vinícius Pacheco (Fierro, 36'/2ºT) e Vagner Love. Técnico: Andrade.

3 comentários:

  Cleber Soares

11 de março de 2010 01:23

E ai meu camarada Corvo, tudo blz... claro, o mengão venceu, mesmo que na marra, mas venceu. fica ai minha opinião sober o jogo.
Postado no Blog do Cleber Soares
www.clebersoares.blogspot.com
O mengão venceu de forma flamenga um jogo bisonhamente facíl. Não podemos mascarar o resultado em quanto produtivade dentro de campo. O Flamengo não jogou bem, era claro que só precisava adiantar um pouquinho a marcação para promover o terror na defesa do Caracas, que tirando um ou outro mais habilidoso, é apenas um time "fraco". O meio de campo do mengão estava com os freio de mão puxado, só pode ser, o flamengo fez os gols quando quis, e na hora que quis, com isto está mais que provado que o time muitas vezes, mesmo sem saber o por que, abdicou do ataque respeitando demais a fraca equipe do Caracas. Eu não consigo entender o Andrade, ele demonstra muita prudência em horas e times que não merecem tanta atenção assim. Quando Toró foi expulso a melhor coisa a se fazer era colocar o Fierro no lugar do Kleberson, que até aquele momento nem sequer se ouvia o seu nome no jogo, colocaria o Pacheco mais recuado para fazer a correria, preservaria o bom passe de Pet, que não jogou tão bem assim (como o time), mas também não errou um passe sequer e colocou a ataque do mengão pelo menos umas 3 vezes na cara do gol. Enfim, a vitória se deu muito mais pela falta de malícia do Caracas (coisa que não vai acontecer com os times argentinos, brasileiros e uruguaios) que predominância flamenga no jogo.

* IMPORTANTE

1. O Pet mesmo não jogando bem, da MUITOS motivos para ser titular... por que séra que não é?...........
2. É lamentavém ter que jogar em um gramado, digo, pasto, como é o gramado do estádio Universitário de Caracas... coisa de libertadores.

  Cleber Soares

11 de março de 2010 01:31

Camarada, então estamos resolvidos, a partir de hoje me sinto menbro do blog... qualquer coisa entre em contato. Um abraço meu irmão
SRN

  Mel

11 de março de 2010 13:50

A marcação do Caracas eu achei bem ruim... No primeiro tempo o Fla podia ter pressionado um pouquinho mais... Mas jogamos bem e ganhamos um jogo muito importante, fora de casa e com toda essa história de crise criada pela mídia... Isso não nos atingiu, e quando precisamos, mostramos toda a raça, esse é o importante, jogar com raça, sede de vitória.

Abraço, SRN